GOOGLE

Pesquisa personalizada

domingo, novembro 15, 2009

FILHOS - Mensagem

Ao Meu Filho Crescido

Minhas mãos estavam ocupadas durante o dia
Eu não tinha muito tempo para jogar com você
Os pequenos jogos que você me pedia para jogar.
Eu não tinha muito tempo para você.
Eu lavava a sua roupa, costurava e cozinhava.
Mas quando você me trazia o seu livro de gravuras
E me pedia por favor para vê-lo com você,
Eu dizia:"Mais tarde, meu filho.
"Eu o aninhava em segurança debaixo das cobertas à noite
Ouvia suas preces, apagava a luz
E saía pé ante pé do quarto.
Eu gostaria de ter ficado mais um minuto,
Pois a vida é curta, os anos passam correndo,
Um menino cresce tão depressa!
Ele não está mais ao meu lado,
Com preciosos segredos para me contar.
Os livros de gravuras estão guardados,
Não há mais jogos para jogar,
Nem beijos de boa-noite, nem preces para escutar.
Tudo isso pertence a ontem.
Minhas mãos, antes tão preocupadas, agora jazem imóveis.
Os dias são longos e difíceis de preencher.
Se eu pudesse voltar, bem que gostaria
De fazer as pequenas coisas que você me pedia.

Autor Desconhecido

Não criei este poema, mais é como se ele contasse minha história.
Não estava lavando nem cozinhando, trabalhava fora, saia cedo e chegava tarde.
Não tinha tempo para dá a atenção que meus filhos tanto precisavam.

Nenhum comentário:

MEUS FAVORITOS

SUBMARINO

Informática - Submarino.com.br